Search

10 chaves para o desenvolvimento da Economia Criativa


Recomendações detalhadas do relatório especial da ONU sobre oportunidades de economia criativa Em seu relatório (The Special Economy Report 2013 Special Edition das Nações Unidas), a ONU fornece vários exemplos que demonstram a importância da cultura para o desenvolvimento da sociedade. Este documento também descreve como a extensão de direitos e oportunidades para artistas e empreendedores criativos pode aumentar a eficiência no campo cultural como um todo. Então, o que devemos fazer para o desenvolvimento do setor criativo na economia?


  1. Antes de tudo, reconheça que, além de seus benefícios econômicos, a economia criativa também gera valor não monetário que contribui significativamente para alcançar o desenvolvimento social inclusivo e sustentável.

  2. Tornar a cultura um impulsionador e facilitador dos processos de desenvolvimento econômico, social e ambiental, uma vez que mudanças positivas só podem ocorrer em uma sociedade culturalmente definida.

  3. Revele oportunidades através do mapeamento de ativos locais da economia criativa. Essa análise será a base para o desenvolvimento de um programa de ação de acompanhamento neste setor.

  4. Fortalecer a base de evidências por meio de rigorosa coleta de dados como um investimento fundamental a montante de qualquer política coerente de desenvolvimento da economia criativa na região.

  5. Investigar as conexões entre os setores informais e formais da economia criativa como cruciais para o estabelecimento de políticas adequadas, uma vez que a economia criativa nos países em desenvolvimento depende profundamente de sistemas, processos e instituições culturais informais e é distante do setor público, enquanto a família e os amigos se tornam grandes investidores para empreendedores criativos.

  6. Analise os fatores críticos de sucesso que contribuem para criar novos caminhos para o desenvolvimento da economia criativa local. Tais fatores de sucesso incluem: a disponibilidade de infraestrutura e recursos trabalhistas, a existência de legislação que proteja a propriedade intelectual, o acesso à disponibilidade nos mercados globais, etc.

  7. Invista no desenvolvimento sustentável de empresas criativas em toda a cadeia de valor. Isso significa que é preciso haver apoio à aprendizagem e inovação locais, porque sem elas não haverá novos talentos ou novas empresas de criatividade.

  8. Crie novas oportunidades para empresários culturais em administração de empresas e redes sociais, envolva-os em atividades de marketing e forneça citações urbanas adequadas para o desenvolvimento da estrutura social e cultural da sociedade.

  9. Envolver-se em cooperação internacional para facilitar a aprendizagem mútua produtiva, bem como o compartilhamento de informações e experiências.

  10. Integrar a cultura nos programas locais de desenvolvimento econômico e social, torná-lo o número um, mesmo quando confrontado com prioridades concorrentes


FILME

https://www.youtube.com/watch?v=HhVMYNPWG88&feature=youtu.be

UNESCO REPORT ON CREATIVE ECONOMY http://www.unesco.org/new/en/culture/themes/creativity/creative-economy-report-2013-special-edition/

CREATIVE CITIES https://en.unesco.org/creative-cities/


CREATIVE CITIES MAP

https://en.unesco.org/creative-cities/creative-cities-map


SANTOS SP BRAZIL IS THE NEXT HOST CITY IN 2020 FOR UNESCO

https://www.santos.sp.gov.br/?q=hotsite/santos-creative-city

https://en.unesco.org/creative-cities/sites/creative-cities/files/santos_host_city_2020_english.pdf


PARATY, desde 2017

Cristina Maseda City Hall of Paraty, Secretary of Culture,

https://en.unesco.org/creative-cities/paraty


FLORIANOPOLIS, desde 2014

https://en.unesco.org/creative-cities/florian%C3%B3polis

21 views